Você reparava na birra do filho dos outros e agora está “pagando a língua” com o mau comportamento do seu…

(Quem nunca? kk)

A boa notícia é que ler essa carta vai te ajudar a se acalmar e acalmar a sua criança no dia a dia.

“Olha, eu não tava dando nada pra essa leitura… Mas foram os 10 minutos mais bem gastos que eu já tive! Se você é mãe, realmente vai gostar de ler isso.”

Que criar filhos nunca foi “mamão com açúcar” a gente sempre soube...

Mas em meio ao caos que vivemos hoje, não é loucura dizer que parece que esse desafio dobrou de tamanho!

Principalmente porque não importa o quanto a gente planeje, depois que o nosso bebê nasce e vai ganhando vontade própria e alguma “autonomia”, as coisas saem do controle.

E adivinha? A gente, como ser humano, NÃO está preparado pra ver as coisas saírem do nosso controle!

Todo dia é a mesma coisa de sempre:

O maior desafio de todos?

Se manter calma e não deixar o desespero, a culpa e um mix insano de sentimentos baterem e tirar você do eixo.

Porque você é o eixo da sua criança. Não o contrário!

E ao final dessa carta você terá em mãos ferramentas poderosas para estancar as birras da sua criança, aproveitando a ocasião para fortalecer o vínculo e a confiança entre vocês.

Combinado?

Então bora descobrir formas de “contornar” as situações que deixam você quase maluca!

Vamos começar por uma dúvida bem frequente, para evitar que ela “assopre” no seu ouvido e impeça você de continuar aqui, buscando por uma solução:

“Mas será que já não é tarde demais?” 🙁

Se a sua criança já for maiorzinha, pode ser que alguma dúvida parecida com essa passe pela sua cabeça agora.

Pode ser que as coisas pareçam não funcionar tão bem, porque a sua criança hoje é muito diferente da forma como você imaginou que seria.

Mas você, como mãe, também é bem diferente do que imaginou que seria.

Não é?

E a verdade nua e crua é que:

Eu poderia te escrever aqui que “está tudo bem! ” e que “essas coisas são assim mesmo!”.

Ou “As coisas fogem do controle” e a gente “tem que aprender a lidar!”.

Mas não direi isso.

Não direi porque acredito no poder da MUDANÇA, da lapidação!

No poder que todo o ser humano tem nas mãos de escolher melhorar em absolutamente tudo o que se propor, se assim quiser.

Se a sua criança hoje tem 1 aninho, 2, 3… 5 anos.

Isso ainda não é nada comparado aos anos de vida que ela tem pela frente, junto com você, se Deus assim permitir!

Então por quê não decidir melhorar a convivência e o dia a dia de vocês AGORA?

São esses primeiros anos que servirão de base e referência para o comportamento e a saúde emocional do seu filho quando adolescente e adulto.

Então não se engane…

Por mais difícil que as coisas parecem estar, ainda tem SIM, solução.

Siga comigo e ao final dessa leitura você vai finalmente descobrir as ferramentas necessárias para transformar, de uma vez por todas, o seu dia-a-dia, a sua relação de maternidade e a birra do seu filho em algo que você verdadeiramente sente ORGULHO.

Convido você a se despedir da culpa, do remorso e do sentimento de impotência…

Para dar lugar a uma vida com mais calma, contentamento e gratidão.

Uma vida em que vocês APROVEITAM mais os momentos juntos!

Agora que já deixamos claro que desistir de melhorar a si mesma e de melhorar a educação do seu filho NÃO é uma opção…

Seguimos juntas! ❤

Chega de perder o controle.

Apesar de ter apenas alguns anos, o que você verá aqui trouxe paz para milhares de lares ao redor do país.

E se você ainda não me conhece, acho que chegou a hora de me apresentar:

Muito prazer

Eu sou a Karla Mendonça!

Neurocientista, Mestre em Educação pela Universidade da Califórnia e Pós Graduada em neuropsicopedagogia. Já ajudei + de 10.000 mães a educar sem surtar e desejo profundamente que o próximo caso de sucesso seja: o SEU!

Se aprender as estratégias-chave que vou te mostrar...

...os benefícios que terá com a sua criança serão imediatos:

Inclusive, já vá se preparando: suas amigas, familiares e vizinhas começarão a pedir vários conselhos para você, como se estivesse fazendo “algo milagroso” com a sua criança…

Quando na verdade, apenas vai saber aplicar com consistência métodos que aprenderá aqui.

De primeira, também não se preocupe em esquecer detalhes importantes: Tudo o que você precisa saber para entender e colocar esta estratégia em prática está nas próximas páginas!

E como ela está sendo apresentada e escrita pela profissional que a inventou e refinou, você a está recebendo sem diluição e direto da fonte.

Como criei esta ideia incomum?

Quando era estudante de neurociência e meu primeiro filho, Edu veio ao Mundo, eu lia tudo o que podia sobre o assunto, fiz diversas especializações e comparecia a inúmeros seminários. A maioria dos especialistas da época tinha uma abordagem semelhante. Eles ensinavam o ofício de “criar filhos” fornecendo a suas alunas muitas regras.

Por exemplo:

Essas regras, com frequência eram acompanhadas de “provas” estatísticas de sua eficiência. Orientadores específicos impressionavam o público com regras e teorias, como as que seguem:

E assim por diante!

Eu sempre desconfiei desse tipo de conselho...

e achava tudo muito desatualizado e sem base. Afinal, os tempos evoluíram e não criamos mais os filhos na roça ou na vila super pequena.

Acredito que se as técnicas de educação dos filhos pudessem ser aprendidas seguindo um conjunto de regras estáticas, seria fácil aprender e haveria milhares de mães super ultra mega felizes e calmas por aí.

Não acha?

Mas, na verdade, há pouquíssimas mães super calmas e seguras das decisões que estão tomando ao criar seus filhos.

Quando analisei meus próprios sucessos e fracassos, vi que regras e técnicas costumavam ser verdadeiras apenas em casos muito específicos.

Para situações em que uma regra rígida funcionava, sempre havia outras na qual ela não se encaixava tão bem.

Descobri que era mais eficiente ensinar os conceitos principais

os métodos baseados em conclusões retiradas de testes e estudos científicos que são eternos, profundos e universais.

São os conhecimentos de conceitos principais, não as “regrinhas” sem sentido que dão verdadeira confiança e felicidade para as mães.

Então, em vez de usar regras e segredos para ensinar meu grupo de mães alunas

...fiz com que estudassem vários fundamentos básicos da Neurociência para entender como funciona a cabecinha dos seus filhos por dentro.

Logo depois desse experimento, incorporei o que sabia em um novo programa de Educação Infantil anti birras, para mães de todos os lugares do mundo.

E o aperfeiçoamento mais recente do meu método está aqui nessa carta.

O que a maioria dos especialistas em Educação Infantil não ensina

Esta é uma carta sobre um pequeno setor do universo materno- Um guia para acabar com um comportamento bem específico do seu filho: as birras.

Não se falava muito sobre soluções para birra quando eu estava aprendendo sobre estratégias de educação infantil.

Na época, os estudos falavam mais sobre sono, inteligência emocional kids e outros elementos, nos quais também me tornei especialista. Mas não sobre uma das piores queixas das mães de atualmente: a rebeldia e as crises de birra frequentes.

De todos os problemas, esse sem dúvidas é o mais importante de aprender a tratar. Porque não causa apenas estresse e desgaste diário para toda a família, mas também problemas GRAVES de saúde para a sua criança!